AEP - Arteducação Produções

O ARTEDUCAÇÃO PRODUÇÕES/AEP iniciou sua atuação em 2001 a partir do convite do Centro Cultural Banco do Brasil para estruturar e desenvolver o programa educativo desta instituição inaugurada em São Paulo no mesmo ano. A parceria entre o AEP e o CCBB-SP gerou projetos de mediação para exposições, o programa Diálogos & Reflexões com Educadores, seminário sobre mediação cultural e social e publicações entre 2001 e 2007.

Fundado pela artista/educadora Ana Amália, então professora do Núcleo de Apoio à Arte/Educação da ECA-USP, o AEP conta com a participação de artistas, educadores e produtores interessados em pesquisar e desenvolver projetos artísticos e de mediação cultural, como Camila Lia, Edna Onodera, Erick Orloski, Guilherme Nakashato, José Minerini Neto, Moa Simplício e Rejane Coutinho.

Em sintonia com as transformações na arte e na educação correntes na contemporaneidade, a equipe vem refinando ideias e projetos, gerando e instigando pesquisas e produzindo conhecimentos sistematizados. A prática reflexiva é um diferencial qualitativo dos trabalhos desenvolvidos que buscam a criticidade e a capacidade avaliativa em processos formativos de mediadores educativos, assim como a autoformação de seus membros.

Como um organismo vivo a equipe vem incorporando colaboradores ao longo do percurso, como Adonay Donley, Alberto Tembo, Auber Betinelli, Carolina Marielli, Christiane Coutinho Orloski, Júlia Rocha Pinto, Kátia Santos, Stella Ramos, Thelma Löbel e Valéria Peixoto de Alencar.

Trabalhando em processos coletivos de troca de experiências e saberes, outros profissionais parceiros contribuíram em diferentes momentos, como André Costa, Fábio Tremonte, Heloisa Margarido Sales, Lúcia Ferreira, Sofia Fan e Tatiana Arantes. Importante ressaltar a parceria constante de Ana Mae Barbosa através de consultorias e participação efetiva em projetos pontuais.

Hoje o AEP funciona como um coletivo pluricelular diante de ações junto a parceiros institucionais e mantém dinâmicas interativas em decisões tomadas coletivamente, nas quais equipe e colaboradores objetivam consistência e coerência conceitual/ideológica no desenvolvimento e na gestão de projetos educativos e artísticos, pois acreditamos que arte é potencialmente educação.
sobe desce